Rate this post

Big Data e Growth Hacking caminham juntos naturalmente. Sem ruídos e desvios, o big data fornece respostas às hipóteses que você pode ter elaborado por meios de seus experimentos de growth.

Nesse sentido, uma das questões centrais que as empresas se debruçam para decifrar é a jornada de compra do cliente.

A jornada de compra é um processo complexo, frequentemente difícil de ser acompanhado e muitas empresas precisam contratar empresas especializadas em análise de dados, como é o caso da TadTarget – Big Data & Marketing, onde existem especialistas para ajudar outras empresas com esse processo.

Big Data e Growth Hacking: entendendo a jornada de compra do cliente

Os próprios clientes muitas vezes não podem dizer com precisão quais fatores tiveram maior peso na tomada de decisão.

Em parte, também porque toda mente é uma caixa-preta onde as pessoas se reúnem, guardam, recuperam e recombinam informações de maneira única.

Além disso, o processo de compra também está sujeito a uma série de fatores externos, como o saldo bancário do cliente, por exemplo.

Talvez nunca chegamos a decifrar exatamente o comportamento humano.

Entretanto, com o uso da tecnologia, estamos cada vez mais próximos de repetir as etapas do cérebro humano: coletar, processar, armazenar, recombinar.

Ou seja, estamos aptos para traçar cada dia com maior exatidão a jornada de compra do cliente.

O que é Big Data?

Nos dias de hoje, Big Data é um área da ciência moderna de dados, conhecida por Ciência de Dados, em especial Big Data trabalha com grandes volumes e variedades de dados e canais.

Leia sobre canais de aquisição:

Seja rápido: Volume e Variedade

Em grande quantidade e variedade a ciência de dados relacionada com Big Data, aplica algoritmos muitas vezes matemáticos e estatísticos para extrair informações para auxiliar a tomada de decisões em maior velocidade.

Veracidade

O Big Data tem a característica também de separar e preparar os dados para o processamento, identificando dados relevantes e que sejam realmente de valor para o modelo de negócios, aumentando o desempenho do processamento das informações por aplicações inteligentes.

Unindo os pontos entre Growth Hacking e Big Data

Além de aumento do ROI, Growth Hacking pode significar crescimento de uma série de métricas.

Por exemplo: em uma empresa de consultoria com um longo tempo de relacionamento para venda, o processo de growth hacking pode melhorar a geração de leads.

Saiba mais sobre como capturar leads em:

Já para o criador de um app, growth hacking pode gerar mais instalações.

Para um e-commerce, maior número de conversões a partir de ofertas personalizadas.

É preciso pensar no processo de crescimento como um balde.

Você precisa encher este balde e levar para regar o seu canteiro de vendas. Este é o growth hacking.

Agora imagine que em vez de transportar manualmente todo esse volume, você criasse um sistema de irrigação inteligente que identifica a relação da qualidade das sementes e distribui o volume de água ideal.

Esse é o casamento do Big Data com o Growth Hacking com a jornada de compra dos clientes.

Escreva um comentário